quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Al-cunha (parte 3)

Voltando atrás ao muito recentemente,

apenas uns sete "anos blogguer" atrás*, uma entidade desconhecida comunicando através do meu monitor, impeliu-me a definir-me e a constituir-me como "blogguer" caso estivesse verdadeiramente interessado em editar um comentário a algo que tinha lido, num blogue.

Compreensivelmente transtornado, mas visceralmente lúcido de que "os toiros enfrentam-se é de frente", esgotaram-se-me-por-completo todos os nomes que não os únicos de que me lembro quando inquirido por qualquer tipo de autoridade.
Vi-me pois, visivelmente algo nervoso, procurando pela ultima versão da carta verde.

"Merda, porque é que eu optei por pagamentos trimestrais?
Tenho que deixar de seguir como instruções divinas todas as letras das minhas músicas preferidas. Principalmente se se referem a deixar para o dia seguinte; nem falam em trimestre!
Livre interpretação o tanas, tu gostas é de ter o dinheirinho do lado de cá, que sendo sabido que a vida é curta, às vezes é muito curta."

E para meter medo ao touro ainda anexei a minha melhor fotografia, sorrindo, que eu não gosto de multas mas ainda menos gosto de guerra.
Assim ficou.

Hoje,
uns "dias blogguer atrás", repetiu-se tudo igual, mas diferente.
Mas todos os submúltiplos da vida não exactamente assim?
Iguais mas diferentes.
Iguais numas coisas e diferentes noutras.

Deixando para trás ( neste caso também para (posts) baixo) os iguais, resta descrever os diferentes- O Al, o tracinho e o cunha.


*se calhar fiz mal a conversão dos anos blogguer e talvez ainda seja demasiado novo para postar...BAh- insegurança momentânea

5 comentários:

Arabica disse...

Zé,

não te debatas em conversões...o que interessa é escrever para o blog, alimentá-lo de papas e bolos, entenda-se posts interessantes como os teus, e se tudo correr ningém te há de multar por fata de postagem...


A vida é curta, muito curta mesmo.

Tal como o nick, tal como o O-Al...e tal como certos momentos na vida :))

Arabica disse...

se tudo correr bem :)

corri tanto que até deixei o bem pelo caminho :))

As minhas mais sinceras dsculpas :)

ze disse...

tás desculpada

Vivian disse...

...sossega a alma, Zé.

fica só blogando que tudo
se transforma numa festa só.

certo, belo?

baci per te

ze disse...

Obrigado Vivian, cê nem sabe como me descançou!
É que eu sou mesmo nenem, preciso de isso.

Beijos